Eventos
Eventos




Nota à imprensa sobre o INEP no ranking África

04/09/2019
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa, INEP, criado pelo Decreto n° 31/84, de 10 de novembro, dotado de atribuições genéricas de promover estudos e pesquisas em áreas diversas, afirmou-se desde logo no mapa das instituições de investigação científica que operam em África, principalmente na Costa Ocidental. Ciente da responsabilidade incumbida e assumida para o desenvolvimento da Guiné-Bissau, o INEP entende que a aquisição, produção e difusão de conhecimento são ferramentas cruciais para o desenvolvimento da Nação Guineense, da África e do mundo em geral.

Por isso mesmo, o INEP vem labutando, sem hesitação, de forma a aliar o saber académico à criação de capacidades de proporcionar potencialidades para o progresso social sustentável.

É confesso que as duas últimas décadas desafiaram o INEP com os sobressaltos da instabilidade sociopolítica, condicionando-o à uma entidade resiliente. Todavia, este período significou o desafio e engajamento do INEP na execução da pesquisa fundamental, bem como na investigação aplicada.

Dito isto, numa altura em que a Guiné-Bissau se encontrava novamente na encruzilhada da busca de soluções para os impasses e bloqueios políticos e estagnação económica, o INEP se colocou na vanguarda das discussões e debates de ideias, em torno de ciclo de conferências com o fito de produzir massa crítica ao mais alto nível no País.

O INEP, enquanto instituição de pesquisa, desafia a si mesmo a estar em condições de apoiar, através de subsídios científicos, qualquer que seja governo durante o seu mandato e consequentemente o ESTADO da Guiné-Bissau, como dita o espírito da sua criação.

Diante do exposto, O Director – geral a. i. do INEP, vem por este meio informar a sociedade guineense e os parceiros em geral, o seguinte:

A tradicional, renomada e conceituada Universidade de Bayreuth – Alemanha, lançou recentemente uma candidatura ao nível da ÁFRICA, para seleccionar quatro instituições de ensino superior e/ou da investigação científica para a formação de um CLUSTER Internacional – Grupo de pesquisa de elite e de alto nível sobre os estudos e epistemologias africanas.

Do concurso, participaram cinquenta e quatro (54) instituições de ensino superior e investigação científica da África. No processo selectivo criterioso e rigoroso, o INEP ficou classificado entre as dez (10) melhores instituições africanas. Já no processo de seleção definitiva, onde foram escolhidas as quatro (04) entidades mais bem colocadas: Université Ouaga I Joseph KiZerbo (Ouagadougou, Burkina Faso), Moi University (Eldoret, Kenya), the Institute of African and Diaspora Studies at the University of Lagos (Nigeria), e Rhodes University (Grahamstown, South Africa). O INEP não foi contemplado para o CLUSTER internacional. Porém, o manifesto interesse da Bayreuth University – Alemanha em cooperar e financiar projetos do INEP simboliza a vivacidade deste Instituto no mundo da investigação científica e produção do conhecimento.

A posição alcançada pelo INEP no concurso demostra, mais uma vez, as qualidades de trabalho e o comprometimento no cumprimento da NOBRE missão que lhe é atribuída.

Assim, o Diretor-geral a.i. do INEP, João Paulo Pinto Có, quer encorajar, agradecer e reconhecer a todos os investigadores e funcionários engajados que, por graças ao seu trabalho, esforço, dedicação e entrega à nossa humilde e nobre casa trilha triunfantemente os grandes desafios. Aos fundadores do INEP, a nossa promessa de uma batalha árdua para o engrandecimento da NAÇÃO Guineense.

Bissau, 04 de setembro de 2019

O Diretor-geral a.i do INEP

João Paulo Pinto Có, MSc.








Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria
Complexo Escolar 14 de Novembro
CxP: 112 - Bissau (Guiné-Bissau)
Office: info@inep.gw

Horário de funcionamento:
INEP/ secretaria: 08h00 - 16h00 (encerrado Sab/Dom)
Biblioteca: 09h00 - 14h00 de terça a sexta-feira (encerrada Sáb/Dom/Seg.)
Arquivo: 09h00 - 14h00 (encerrado Sáb/Dom)