Publicações
Publicações


 

O conhecido ditado em inglês "Publish or perish", ou seja, "Publique ou pereça", provavelmente nunca foi tão relevante para o INEP como nos dias de hoje. Na realidade, a dinâmica do conhecimento actualmente no mundo depende de pesquisas e técnicas que vêm sendo estudadas e amplamente divulgadas para o desenvolvimento físico e intelectual da sociedade, adentro das perspectivas de democratização da informação e resultados alcançados.

 

Assim, a produção e a socialização de conhecimentos vêm sendo alvo de grandes interesses e desafios. O INEP passa por esses desafios, pois é uma instituição social que vem se consolidando como ciência, tecnologia e inovação, pelo que as publicações científicas do INEP devem igualmente objetivar a divulgação da pesquisa para a comunidade, de forma a que outros possam utilizá-la e avaliá-la sob outras visões.

 

A chave do sucesso e o principal critério de uma revista de publicação científica é ser amplamente lida e, para isso, seguir alguns critérios, tais como: ampliação dos conhecimentos de uma área do saber, portanto ser específica; contar com um plêiade de especialistas capazes de assegurarem um alto nível de publicações; ser aberta a contribuições externas para garantir qualidade e competitividade; ser indexada; receber pedidos de assinaturas de instituições e pessoas físicas; receber pesquisas originais submetidas para publicação de autores externos e internos; ter os artigos respectivos noutras publicações reconhecidas. 

 

Ora, todos esses critérios de qualidade, dificilmente podem ser aplicados sem investimento. O Estado da Guiné-Bissau e os parceiros nacionais e internacionais devem financiar o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação, na base do entendimento único segundo a qual é tão importante incentivar a produção científica e tecnológica quanto divulgar os resultados das pesquisas alcançados. E, principalmente, aplicá-los de forma que resultem na melhoria da qualidade de vida para a sociedade. Com base nisso, reconhecemos que o incentivo à publicação científica no Estado deveria ser ampliado, de forma que seja conhecida em todo país a produção e disseminação da ciência. É esse o papel que esperamos que os Serviços de Publicação do INEP e a Livraria do INEP venham a ter efeitos que estimulem a inversão dos altos índices de iliteracia e a triste realidade de o pais apenas possuir, presentemente, um ou dois espaços a que poderíamos, a justo título, chamar propriamente de genuínos espaços de aquisição de livros e fomento da leitura.

 
O serviço de publicações edita desde 1986 Soronda, Revista de Estudos Guineenses e a série de monografias Kacu Martel, e desde 1997 a colecção Lala Kema, de estudos e documentos de trabalho.

O repositório de publicações possui, para além de publicações próprias, um conjunto de trabalhos relacionado com a Guiné-Bissau cuja responsabilidade não é do INEP. 

Os trabalhos cuja edição não é da responsabilidade do INEP, são publicados com autorização dos seus autores.












Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria
Complexo Escolar 14 de Novembro
CxP: 112 - Bissau (Guiné-Bissau)
Office: info@inep.gw

Horário de funcionamento:
INEP/ secretaria: 08h00 - 16h00 (encerrado Sab/Dom)
Biblioteca: 09h00 - 14h00 de terça a sexta-feira (encerrada Sáb/Dom/Seg.)
Arquivo: 09h00 - 14h00 (encerrado Sáb/Dom)